top of page
Image by Christian Wiediger
  • Foto do escritorHonassys R. Rocha Silva

O Uso do Botox em torno dos olhos - estética

Você tem dúvidas sobre o uso estético da toxina botulínica?


Nesse vídeo nós vamos esclarecer as principais e mais frequentes dúvidas a esse respeito.




Hoje eu pedi a ajuda de minha amiga e colega, profissão Doutora Beatriz Guimarães para a gente conversar a respeito do uso da toxina botulínica na estética.


Como é o uso da estética? Quais são as aplicações da toxina botulínica?

Popularmente falando "Botox", na oftalmologia?


Bom, na estética, no campo da medicina, no geral, a toxina é utilizada em neurologia, usa na parte de cefaleias, em doenças que são de contraturas, a gente pode usar na oftalmologia, começamos a usar com o estrabismo e a gente foi evoluindo e conhecendo os estéticos da toxina.


Na parte inicial, muito em terço superior, na parte ocular, onde a gente tem um domínio grande e posteriormente os pontos foram avançando e hoje a gente utiliza praticamente "full face" em várias regiões, inclusive na região cervical, nas bandas platismais, contorno de face.


O Botox tem hoje, apesar de ser um preenchedor bem utilizado, mas a toxina também tem sua importância.


É possível se utilizar a toxina em torno dos olhos e também uso ampliado para face.

Face, pescoço, tem muitas indicações, inclusive a gente utiliza para hiperhidrose, região axilar, região de mãos.


A toxina botulínica é utilizada há muitos anos em vários setores.

A estética hoje que veio evoluindo e as pessoas têm muita dúvida, principalmente

quando usar, se tem idade para começar a fazer uso...


E na verdade você pode usar como preventivo de rugas porque a toxina, para esclarecer assim, a maioria das pessoas tem um pouco de dúvida em o que é preencher e o que é usar uma toxina botulínica.


O preenchedor ele vem para fazer contorno, para tirar uma ruga, um suco que existe.

E a toxina ela tem uma função de diminuir a motilidade do musculo que é causador de algumas rugas.

Então as rugas de expressão, por exemplo, que se faz na região de labela quando contrai, a ruga que você quando sorri e faz os pés de galinha, essas são rugas que você precisa paralisar o músculo.


Não tem como você simplesmente preencher, hoje a gente até faz uma minha modulação com preenchedores, que auxilia também na melhora dessas rugas, mas a toxina é imprescindível.


O uso da toxina, ele pode ser iniciado em pessoas que têm estressões muito fortes

principalmente a ruga glabelar, que é uma ruga difícil de tratamento muitas vezes

aos 30 anos, 25 anos a gente já tem indicação.


Então não existe idade mínima?

Não, não existe uma idade. Você tem que ter uma pele madura, vai fazer botox e tal, depois dos 40 anos não faz sentido.


Às vezes com 40 anos você já tem um vinco de bulga e não é uma pessoa que tem uma expressão muito forte.


Então o uso do Botox pode ser também para impedir que essa marca de expressão avance?

Avança, sim. A outra coisa também é que existem estéticas que são para pessoas que têm um problema funcional.


Por exemplo, a paciente paralisia que ele precisa muitas vezes fazer toxina para que ele melhore na estética daquele desvio que ele fica residual muitas vezes e permanente e a gente trabalha muito nesses músculos do lado não paralisado para poder diminuir aquela expressão, a boca muito virada para o lado, um sorriso que fica torto, dando uma melhora estética para ele, mas que de alguma forma é funcional também.


Uma sequela de um acidente vascular cerebral, popular derrama cerebral, ela tem uma assimetria.


O Botox, a toxina Botulínica, você pode reduzir um pouco dessa simetria, trazendo um pouco mais de harmonia, paralisando aquele lado do músculo que é funcionante e que ele tá puxando pra aquele lado.


E a outra coisa também que a gente pode fazer é nos pacientes com espasmo essencial, né?

Pessoas que ficam piscando com frequência, que isso é um estudo neurológico, em que a gente vai naqueles músculos da região do auricular e bloqueia esse músculo para que a pessoa possa abrir os olhos, porque muitas vezes eles não conseguem dirigir e fazer outras atividades.


E aí é uma coisa funcional na oftalmologia que a gente faz também.


Então assim, isso tem um efeito.


O nervo ele vai fazer novos embrotamentos e esse músculo tende a retornar ao movimento.

Isso é uma forma de defesa, vamos supor, que o organismo tem.


E aí, quanto tempo que dura esse Botox? Em média, 4 meses.

A duração da medicação. Mas isso tem uma variação? Tem.

Contudo, toda a medicação que a gente faz, ela dura mais ou menos quatro meses. A medicação, tudo que você faz em cada indivíduo, tem uma forma de funcionar.


É uma resposta individual, tem pacientes também que têm músculos mais fortes, músculos mais fortes tendem a voltar mais rápido, porque tem uma musculatura mais robusta.


Mas é muito associado também, às vezes a sua responsabilidade.


A gente ouve por aí, né?

"Ah, o toxina só durou um mês, dois meses".


Há subdoses, uma aplicação indevida, em quantidades menores.


Você tem uma aplicação que é individualizável para cada pessoa, porque cada um com um músculo e uma necessidade.

E isso faz com que haja uma duração maior ou menor. Mas em média a toxina dura 4 meses. E a gente deve estar reaplicando a cada 6 meses o tempo.


Muito obrigado por aceitar o convite para esclarecer essas dúvidas para o nosso público.

Esclarecimento é sempre bom.


Seja bem vinda à Clínica do Olho.


E se você tiver mais dúvidas coloque aqui nos comentários que eu prometo que a gente vai fazer mais vídeos a respeito do uso da toxina botulínica na estética e também sobre outras questões ligadas à estética aqui com a Doutora Beatriz Guimarães.


A visão é o sentido mais importante do ser humano.


Um forte abraço e até a próxima.


Grande abraço e até a próxima.

23 visualizações0 comentário

Commentaires

Noté 0 étoile sur 5.
Pas encore de note

Ajouter une note
bottom of page